sábado, 7 de abril de 2012

Algo sobre amar.

Estava pensando alguns dias atrás antes de dormir e cheguei a uma conclusão. A minha conclusão é que: toda garota adolescente já teve, está tendo ou ainda vai ter um amor platônico. Porque toda adolescente possui sentimentos confundidos. E, por mais que seja triste um amor não correspondido, ele ensina. E faz a garota amadurecer. É com ele que percebemos que nem tudo que queremos, podemos. E que esse sentimento tão forte vem naturalmente e ninguém pode forçar ninguém. Por essa razão, prefiro não chamar isso de amor. Isso seria mais uma “paixão”. Algo que vem do nada e gruda em você de um jeito que muitas vezes te machuca, mas que na realidade, é mais uma obsessão que um sentimento. Além disso, o amor precisa acontecer. E para acontecer, é preciso ser recíproco. Não adianta alguém se apaixonar por uma pessoa que nem conhece direito. Até pode acontecer, mas não dura.
Outra coisa que percebi é que atualmente, o significado da palavra “amor” tem sido tão banal. Ela não é mais usada significando o sentimento. Alguém que acabou de conhecer outra pessoa, já sai mandando beijo e dizendo que a ama. Amor não é uma coisa sutil para a expressão “eu te amo” ser usada em qualquer situação. É preciso ser sincero. É preciso ter certeza. É preciso amar e não apenas gostar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário